e-commerce no brasil
E-commerce no Brasil: uma oportunidade que não para de crescer
19 de novembro de 2019
tendências da black friday
Tendências da Black Friday 2019: o diz o Google sobre as vendas
26 de novembro de 2019
Exibir tudo

Qualidade do e-commerce: como manter e o que é o EQI

qualidade do e-commerce

comércio eletrônico no Brasil é uma oportunidade crescente e que vem se posicionando como uma das melhores apostas de mercado. Mas e quanto a qualidade do e-commerce: será que o seu negócio ou dos seus concorrentes atendem o padrão mínimo de qualidade?

Por ser um mercado extremamente concorrido é preciso, ao criá-lo, ter atenção ao planejamento; estrutura para a loja online, estratégia de atendimento personalizado e, acompanhamento das novas tendências tecnológicas.

É nos pequenos detalhes, evitando-se os erros mais comuns do e-commerce, que é possível conquistar novos clientes, assim como fidelizá-los. E uma das formas mais interessantes de promover a melhoria na qualidade do e-commerce é se espelhar no E-commerce Quality Index.

 

O que é o Índice de Qualidade do E-commerce (EQI)

Trata-se de um índice que avalia a qualidade das informações (produtos) de um e-commerce, na perspectiva do consumidor. O EQI realiza avaliações com pontuações de 0 a 100, no qual o mínimo aceitável é o de 60 pontos.

Sua primeira versão aconteceu em 2018 e foram avaliados um pouco mais de 2 milhões de páginas, sendo 57 sites brasileiros. Dentro desse primeiro levantamento, páginas como Magazine Luiza, Casas Bahia, Lojas Americanas e Netshoes, por exemplo, foram “auditadas” para a qualidade do e-commerce no Brasil.

O índice abrange países da América, sendo eles: Brasil, Estados Unidos, Chile, México, Peru, Argentina e Colômbia. Em 2019, o número de páginas avaliadas subiu para os 5 milhões, sendo que desta vez, foram 118 sites ao total, sendo 78 brasileiros.

 

Qual a posição do e-commerce no Brasil

De acordo com o ranking da Qualidade do E-commerce, o Brasil alcançou o 2º lugar, com a nota 40,1; perdendo apenas para os 56,9 pontos dos Estados Unidos. Entretanto, apesar de assumir a segunda colocação, a nota não é satisfatória.

De acordo com os padrões avaliados pelo Índice de Qualidade do E-commerce, 96% dos sites brasileiros não oferecem uma experiência de compra positiva para o consumidor. Esse fator se deve, principalmente, a informação insuficiente dentro da página do produto.

 

Quais os critérios avaliados pelo EQI

Os critérios avaliados podem ajudar a entender alguns fenômenos negativos dentro das páginas de produto da sua loja online. Por exemplo: o que leva o consumidor a desistir de uma determinada compra ou então abandonar o carrinho?

É exatamente por isso que se deve ter atenção a qualidade do e-commerce para conseguir chamar a atenção do consumidor e atrair o seu desejo de compra. Afinal de contas, as vendas mobile subiram cerca de 80% no final do ano de 2018 e cenário tende a melhorar.

Portanto, se você deseja fazer parte desse potencial mercado, o M-Commerce, fique atento a estes critérios, que servem como base de avaliação do EQI:

  • Quantidade de imagens na página do produto em específico;
  • Tamanho da descrição disponibilizada para o produto em si;
  • Nota de avaliação média atribuída pelos consumidores para aquele produto;
  • Número de comentários deixados pelos consumidores na página;
  • Nota relativa entre número de caracteres do título e o cadastro do produto em uma determinada categoria do site.

Estes critérios fizeram com que a qualidade do e-commerce brasileiro fosse 25% abaixo, quando comparado com os Estados Unidos. Em contrapartida, 26,5% acima da média dos demais países Latinos Americanos avaliados, com EQI de 31,7.

Mas atenção, apesar do Brasil estar acima da média dos demais países avaliados, não significa que a qualidade do e-commerce esteja satisfatória. De acordo com o índice, apenas 4,3% das páginas de produtos avaliados é que possuem a nota mínima aceitável de 60. Os Estados Unidos lidera este quesito, com 44,2% de suas páginas de produtos com notas acima dos 60.

 

Como melhorar a qualidade do e-commerce

Mesmo que o seu site não seja escolhido para a avaliação do EQI é possível usar os mesmos parâmetros para potencializar a sua loja online. Portanto, comece por realizar melhorias nos principais pontos: avaliação, descrição dos produtos, imagens e categorização de buscas. 

Em outras palavras, considere:

  • Insira no mínimo 3 ou mais imagens do produto;
  • Crie descrições de pelo menos 300 palavras, sendo o ideal 1700 palavras;
  • Tenha produtos com avaliações de 4 ou 5 estrelas (mínimo aceitável é 3,5);
  • Obtenha pelo menos 5 ou mais comentários dos seus clientes;
  • Elabore títulos entre 20 e 100 caracteres e classifique o produto em uma categoria.

Leve em consideração fazer essas pequenas alterações nas suas páginas de produtos e, com certeza, você estará aumentando suas chances de conquistar novos clientes e, é claro, vender mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *